Buscar
  • ibtediabetes

CUIDADOS PARA EVITAR A HIPOGLICEMIA NOTURNA

Quando os níveis de glicose no sangue caem abaixo de 70 mg/dl durante o sono, nós dizemos que houve uma hipoglicemia noturna, um evento que pode ser bem perigoso.1


Felizmente essa condição pode ser evitada com um planejamento cuidadoso e com o treinamento de amigos, parceiros e familiares para reconhecer e tratar a hipoglicemia.1




Quando há maior risco disso acontecer?

A hipoglicemia noturna tem mais chances de acontecer quando a pessoa com diabetes:1–3

  • Quando sua insulina basal está alta e você pula as refeições, principalmente o jantar.

  • Realiza atividades físicas sem ajustar a insulina antes.

  • Consome álcool antes de dormir.

  • Está com um quadro vômitos e diarréia.



Quais são os sinais de alerta?

Durante o sono:1,4

  • Sonhos vívidos ou pesadelos;

  • Sono de má qualidade;

  • Sono inquieto;

  • Suor durante o sono;

  • Convulsões noturnas;

  • Crianças podem fazer xixi na cama (enurese noturna);

  • Mudanças na respiração (uma respiração rápida ou lenta repentinamente);

  • Batimento cardíaco acelerado.


Ao acordar:2

  • Roupa de cama bagunçada ou úmida;

  • Dor de cabeça matinal, sensação de “ressaca”;

  • Cansaço crônico.


Estes sinais e sintomas podem indicar hipoglicemia. Nestes casos, entre em contato com o seu médico.



Como evitar?

Separamos algumas atitudes simples para evitar a hipoglicemia durante o sono:2,5,6

  • Procure consumir carboidratos de "absorção prolongada" (integrais) antes de dormir.

  • Verifique o nível de glicose no sangue todas as noites antes de dormir e, se estiver próximo a 70mg/Dl, reforce o lanche da noite acrescentando gordura e proteína para garantir que a glicose não caia durante a madrugada.

  • Conheça os sinais do seu corpo para saber distinguir entre hipoglicemia e sonolência.

  • Avalie, junto com seu médico, se sua basal está adequada. Um sinal de que pode estar alta é que você apresenta hipoglicemia se permanecer de jejum ou pular refeições.

  • Verifique ainda com seu médico, se sua dose de insulina do jantar está adequada. Idealmente, você deve medir antes e 2 horas após o jantar e sua glicemia deverá ter variado de 30-50mg/Dl para mais ou para menos.

  • Se realizar exercícios físicos durante a noite, faça o ajuste da insulina. Discuta com seu médico sobre as estratégias que podem utilizar. Medir sua glicose antes, durante e após o treino ajudará o seu médico e treinador físico nesse planejamento.

  • Limite o consumo de álcool à noite.

  • Monitore regularmente a glicose no sangue antes do café da manhã. Isso pode ajudar a identificar se está havendo hipoglicemia noturna e permitir que medidas apropriadas sejam tomadas para prevenir esse problema.

  • Em caso de correções de hiperglicemias não habituais ao deitar, medir uma nova glicemia capilar na madrugada para confirmar que a dose foi adequada.



O que fazer se a hipoglicemia noturna acontecer?

É muito importante que as pessoas que convivem com alguém com diabetes aprendam a reconhecer os sinais de hipoglicemia noturna. Essa “equipe de apoio” pode ajudar a identificar a queda dos níveis de glicose e isso é o primeiro passo para corrigir o problema e evitar complicações!1


Além disso, pessoas em tratamento para diabetes devem sempre estar preparadas para corrigir a hipoglicemia! Por exemplo, ter em mãos um kit de glucagon de emergência pode ser muito útil em uma situação como essa. O glucagon tem uma rápida ação para aumentar os níveis de glicose e pode ser injetado mesmo que a pessoa não possa ser acordada. Guarde o kit em uma gaveta de cabeceira para fácil acesso.1


Colocamos abaixo algumas dicas sobre como lidar com os diferentes níveis de hipoglicemia. Mas sempre siga as orientações de seu médico!1




Adaptada das Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2019-2020.6



Em episódios de hipoglicemia nível 1, sugere-se o consumo de 15 g de carboidratos de rápida absorção para adultos e crianças maiores. Entretanto, para crianças pequenas podem ser necessárias quantidades menores, de 5 a 10 g de carboidratos, para restabelecer níveis normais de glicemia (Tabela abaixo). Outra forma de calcular a quantidade de carboidrato é de acordo com o peso: 0,3 grama de carboidrato de rápida absorção por kg de peso. Por exemplo, para uma criança de 30 kg, deve-se ofertar em média 9 g de carboidrato simples, que é equivalente a dois sachês de mel ou três torrões de açúcar ou 100 mL de suco de laranja ou refrigerante com açúcar. Nestes casos, recomenda-se evitar biscoitos doces ou chocolates, pois apresentam altos níveis de gorduras, o que pode retardar a absorção do carboidrato, acarretando aumento exacerbado da glicemia horas mais tarde.6



Tabela. Tratamento da hipoglicemia leve (nível 1) conforme a idade.




Adaptada das Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2019-2020.6



Já para hipoglicemia nível 2 (abaixo de 54 mg/dL), se a pessoa estiver consciente, podem ser oferecidos 30g de carboidratos, como mel, açúcar ou carboidrato em gel.6


Em caso de hipoglicemia nível 3, caracterizada por estados mentais e/ou físicos alterados, é recomendado aplicar glucagon e procurar ajuda médica de emergência.6



Mantenha o acompanhamento com seu médico!

É muito importante ligar para o seu médico o mais rápido possível após passar pela hipoglicemia noturna. Paciente e médico devem tentar descobrir o que causou o episódio, e assim, evitar que aconteça novamente.1


Algumas dicas úteis para evitar que a hipoglicemia noturna ocorra novamente:1


  • Fale com seu médico sobre alterar a dose ou horário de insulina ou outros medicamentos.

  • Estabeleça um horário no início da manhã para testar seus níveis de glicose no sangue e identificar a frequência com que os episódios ocorrem. Essas informações serão muito importantes para seu médico determinar o melhor plano de tratamento.

  • Uma opção para quem apresenta hipoglicemia noturna frequente ou grave é usar o monitor de glicose contínuo, (sensor) associado ou não à bomba de insulina.


Referências:

1. Hypoglycemia: Nocturnal [Internet]. [Acesso em 8 de Julho de 2021];Disponível em: https://www.hopkinsmedicine.org/health/conditions-and-diseases/diabetes/hypoglycemia-nocturnal

2. Nocturnal hypoglycemia or night time hypos are common in people who treat their diabetes with insulin. Symptoms are usually only realised once waking up from a hypo [Internet]. 2019 [Acesso em 13 de Agosto de 2021];Disponível em:https://www.diabetes.co.uk/nocturnal-hypoglycemia.html

3. Riddle MC. Relief of gastrointestinal symptoms by correcting insulin excess. Diabetes Care 1981;4(2):296–8.

4. Allen KV, Frier BM. Nocturnal hypoglycemia: clinical manifestations and therapeutic strategies toward prevention. Endocr Pract 2003;9(6):530–43.

5. 5 dicas para evitar a Hipoglicemia durante a noite – ANAD [Internet]. [Acesso em 8 de Julho de 2021];Disponível em: https://www.anad.org.br/5-dicas-para-evitar-a-hipoglicemia-durante-a-noite/

6. Sociedade Brasileira de Diabetes. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2019-2020. São Paulo: Clannad; 2019.